Calla viajante: Diário de bordo na serra (Último dia)

Olha só, tios, esse é meu último relato no diário, então aproveitem! Bom, todos esses dias eu estava só no quartinho, me adaptando primeiro ao novo ambiente e só depois a minha amizade com os irmãos começaria. Minhas mamães quiseram fazer tudo na presença da tia Laura para que eu me sentisse mais confortável. "Callinha, vamos pegar um pouquinho de sol no jardim?". Que beleza, adoro me bronzear!


Cata minha bolsinha aí, tia, que eu quero chegar lá embaixo em grande estilo. Descendo as escadas fiz um pouco de confusão com meus irmãos, mas nada demais, só para eles se situarem e entenderem que eu cheguei!



No quintal eu me soltei, nunca estive tão livre, cheirei tudo, cada cantinho. Fiquei com raiva quando as cachorras tentaram chegar perto de mim, não gosto que me toquem, rum! Comi graminha, corri e escalei o morrinho, foi ótimo, me diverti muito. Claro que eu aprontei também, me enfiei em uma escadinha de difícil acesso e dei dor de cabeça para a tia Laura me tirar de lá, até que ela conseguiu, droga...


Depois a tia me levou de volta para o quarto porque eu já estava fazendo muita traquinagem, demos um cochilinho e depois ela saiu, adivinha só? Foi buscar gato... essa mulher saiu de Macapá para vir roubar gato em Minas. Mas na verdade elas foram buscar um gatinho que ia ser adotado pela Cícera, a moça legal que ajuda a cuidar da gente aqui na casa. Quando tia Laura voltou ela me disse que conheceu, PASMEM, O ANJO VALENTIM! Para quem não conhece o TimTim é um gatinho que nasceu sem as patinhas da frente, quem cuida dele é a tia Alê, uma protetora super legal aqui do estado. Coloca a foto do Tim aí, tia Laura.


Esse é @oanjovalentim. Sigam ele nas redes sociais!

Ah! Também teve visita na cachoeira!! No condomínio onde eu moro tem 7 delas, olha que luxo. Dona Lúcia escolheu uma pedrinha de lá para o baby Alu. "Já escolheu a sua pedra, Laura? Você olha e pega a que mais se parece com você!", a tia pegou as pedrinhas e guardou, disse que ia levar para Macapá.


De noite dona Lúcia começou a cozinhar para a janta, prato do dia: macarrão com cogumelos frescos para a tia Laura e macarrão ao molho de camarão para ela e dona Cláudia. Já disse que ela cozinha super bem? De repente... "MEU DEUS, MEU VOO ADIANTOU". "Uai, como assim?". "ACABEI DE RECEBER UM EMAIL DA COMPANHIA". E assim começou a correria. Na mesma hora dona Cláudia saiu com a tia para comprar as coisinhas, que só seriam compradas no dia seguinte, porque ela levaria tudo para Macapá. Queijos, doce de leite e até o presentinho que Cláudia mandaria para o Alu.


As duas passaram a noite fora, mas conseguiram chegar a tempo do jantar de Lúcia, e foi tudo lindo. "Poxa, e a gente ia amanhã na Pampulha... uma pena seu voo ter adiantado". Pena para elas, porque eu ainda teria mais um dia dormindo de costelinha com a tia.