Calla viajante: Diário de bordo na serra (Dia 3)


Eu modelando no frio das montanhas, gostaram?

Ah, a serra... olha, vou falar para vocês tios, agora entendo o pessoal da novela quando diziam: "Só preciso de um fim de semana na serra para arejar as ideias". Eu precisava mesmo, a diferença é que agora eu moro aqui. Se eu gostei? Eu AMEI!!!


Hoje teve passeio, mas como eu tomei vacina na quarta, não pude sair. Óbvio que eu não deixaria vocês sem essa parte, então mandei minha fiel escudeira no lugar, tia Laura. Como ela me contou tudinho, vou explicar para vocês. Mini viagem de carro com destino a: Ouro Preto.


Lúcia e Cláudia são ótimas guias e sabiam tudo sobre cada coisinha na estrada. Passamos por várias barragens e vimos o tamanho da destruição causada pela ganância humana, quilômetros de montanhas exploradas até não restar mais nada. Lembra daquelas montanhas que desabaram, tios? Pois é, ficam aqui! No caminho vimos uma faixa colocada pelos moradores em protesto pelas consequências das ações da Vale.



Mas vamos falar de coisa boa, no caminho encontramos o Museu do Jeca Tatu e as tias pararam para comprar pastel de angu, enquanto isso tia Laura fotografou tudo para me mostrar depois. "Você tá com o celular carregado aí? Porque em Ouro Preto a vontade vai ser de registrar tudo". E assim foi, foto ali, vídeo acolá, a única parte ruim é que não entramos nos museus e pontos históricos, infelizmente por conta do coronga vamos ter que adiar um pouquinho essa visita.




"Moço, tá quanto essa imagem de São Francisco de Assis?". Enlouquecemos em uma feirinha de artesanato local, tudo que estava para venda ali era feito de pedra sabão. Dominó, calendário, fonte e até panela. Uma coisa mais linda que a outra... saímos com alguns presentinhos para a tia Laura levar para Macapá e um gatinho esculpido que era a cara do meu irmão João.